segunda-feira, 23 de junho de 2008


Fiquei com preguiça de terminar.

(tablet+photohop+ a velha falta de habilidade para desenhar mãos)

2 comentários:

marríe disse...

olha, foi tudo pela bagatela de um rim.....

saudade das suas risadas escandalosas

Lucas Oliveira disse...

Karina Nishioka possui dois tipos básicos de composiçao: piramidal e plano partido triplo

A primeira é fácil entender. Se divide o elemento ("o" porque é sempre um mesmo elemento, talvez com um detalhe agregado) dentro do espaço de um triangulo.

Na segunda, se divide a área em 3 partes iguais verticalizadas. Depois se coloca o elemento de interesse em uma das linhas de divisao, com algum direcionamento do olhar do espectador para o lado oposto da composiçao; pro lado que ainda tem espaço. Dessa maneira, se emprega dinamismo e equilíbrio ao trabalho, sem precisar usar mais do que um objeto de interesse, uma grande novela entre figura e fundo ou qualquer distraçao além do objeto único de interesse: o personage eleito.

As ilustraçoes sao opacas e as fotos sao sensualizadas, com luz difusa e fraca e um ambiente intimista. E sempre que trata uma foto, ela faz da pessoa um objeto acetinado.

Ainda te quero.